Fale com nossos
consultores pelo WhatApp
Fale Conosco
Conheça como nossas soluções em Marketing e Estratégia podem melhorar sua lucratividade​

Coronavírus e seu negócio: salvando a sua empresa

Como o coronavírus está afetando a economia:

Já é certo que o coronavírus irá afetar a economia global e não apenas a chinesa, onde se originou o vírus. A economia brasileira sofreu um impacto tardio, quando comparado com Europa e Estados Unidos. Porém apesar de ter chego depois, os impactos na economia não serão menores.

O impacto do coronavírus já entrou nas previsões da economia mundial, a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) reduziu a previsão de crescimento da economia mundial de 2,9% para 2,4%, esse sendo o menor crescimento desde 2009.

Agora já sabemos que a grande maioria dos negócios serão afetados, e terão dificuldade para gerar receita, entretanto é viável tomar algumas medidas para sobreviver durante esse momento.

Para salvar sua empresa durante esse momento de estagnação é necessário entender 3 campos diferentes.

  1. Entender o comportamento do consumidor nesse momento.
  2. Estratégias de marketing durante o corona.
  3. Como gerir a equipe.

Como o Consumidor está Reagindo ao Coronavírus

Existem 5 estágios que constituirão o comportamento do consumidor durante essa crise.

1. Aumento da consciência sobre saúde

Aumenta o interesse em produtos que promovam a saúde e bem estar em geral. (suplementos como vitamina C e multivitamínicos)

2. Gestão reativa da saúde

Priorização de produtos relacionados a contenção do vírus e saúde pública. (máscaras, álcool em gel…)

3. Estocagem de produtos

Estocagem de produtos essenciais e não perecíveis. (arroz, feijão, papel higiênico…)

4. Quarentena domiciliar

As compras são restringidas, tanto no ambiente físico quanto no e-commerce, devido a dificuldade logística. Os preços de determinados produtos tendem a subir, devido a escassez causada por conta da paralisação da cadeia de suprimento.

5. Volta a normalidade

A população volta ao dia a dia normalmente, porém por um período as precauções em relação a higiene e saúde serão elevadas.

Mesmo apesar de todos os males, há quem será beneficiado. Durante todos os estágios o setor farmacêutico será de longe o mais beneficiado. Já durante a fase de quarentena, aplicativos de entrega e softwares para trabalho remoto e reuniões virtuais receberão um aumento de demanda.

Entretanto para a grande maioria da economia o resultado será negativo, sendo o estágio mais crítico a quarentena, no qual o fluxo de pessoas e mercadorias será reprimido quase que em sua totalidade.

Como agir quem será prejudicado

As lojas de rua, restaurantes e academias, nos quais há muita circulação de pessoas serão os mais afetados claramente. Entretanto é possível tomar medidas paliativas para diminuir os prejuízos.

Restaurantes podem focar sua operação nos serviços de entrega via app, lojas de rua podem buscar aumentar canais de oferta ao entrar nos marketplaces. Já academias a solução mais viável é entrar em férias coletivas e em casos específicos de aulas sem a necessidade de aparelho (yoga, pilates, zumba…), pode-se tentar a realização de aulas on-line.

No caso dos negócios que terão que parar suas operações totalmente, o recomendado é dar férias coletivas para o pessoal e negociar com os bancos prazos maiores para pagamento de dívidas. Buscando ao máximo diminuir o fluxo de contas de curto prazo durante esse período sem entrada de caixa.

Estratégias de marketing durante o coronavírus

Para momentos de grande tensão em que a população corre perigo, o mais importante para as empresas, pode ser permanecer quietas.

Já que a mente humana tende a lembrar mais de acontecimentos negativos, principalmente aqueles que são ligados a risco de vida, é imprudente empresas comunicarem que o vírus não é tudo isso e acabarem com funcionários infectados. Na dúvida permaneça neutro.

Em contrapartida as empresas que ficam cegas, ao olhar apenas pro balanço financeiro, há empresas são um exemplo de como gerir o marketing em tempos de crise. Para exemplificar, usaremos o caso da Wise Up.


Essa medida fez com que mesmo com todo o inconveniente criado, os clientes não sairão insatisfeitos e pelo contrário irão se sentir valorizados pela escola. E no futuro essa boa ação será ligada a Wise Up, assim aumentando a fidelização.

Como gerir a equipe

Durante o período de quarentena os negócios se dividem em 3 categorias.

  • Conseguem operar normalmente ou sem perda considerável de produtividade, via home office.
  • Operam de forma deficitária, porém permanecem atuando.
  • Tem seus negócios impactados de tal forma que é necessário, suspender a operação.

Operam normalmente.

Negócios como escritórios de advocacia, agências de marketing digital, consultores, e outros que conseguem atuar a distância.

Para esses casos é necessário definir um acordo com os colaboradores, definindo horários, tarefas e realização de entregas. Posto que o acordo deverá ser previamente a alocação via home office, fica claro para as 2 partes as devidas responsabilidades e direitos.

Operam de forma deficitária

Em segmentos como o de alimentação, em que o atendimento presencial será restringido, é necessário concentrar esforços no delivery. Mesmo a margem sendo menor, será o único meio de continuar operando.

Por consequência, será necessário dar férias coletivas para o pessoal excedente ou se não for possível, realocar. Apenas em último caso o desligamento é pensado, devido as perdas tanto para o funcionário, quanto para a organização.

Operação suspensa

Em casos de impossibilidade de operar totalmente durante esse período. Seja por proibições de aglomeração ou por falta de fornecimento. O gestor deverá dar férias coletivas.

Conclusão

Inegavelmente esse momento será difícil para todos os empresários. Tanto no aspecto financeiro/operacional, quanto no emocional/psicológico. Sendo assim, é imprescindível manter a cabeça no lugar, pensar racionalmente e ter em mente que tudo vai passar.

Claro que não só de bons pensamentos vivemos, por isso é importante seguir os conselhos desse artigo, pois assim será possível conter as perdas e salvar o seu negócio.

Talvez provavelmente mesmo seguindo todos os conselhos aqui citados, muitas empresas, principalmente as pequenas e médias sentirão um grande impacto. Sendo assim, para lhe ajudar a recuperar-se após essa crise a consultoria de marketing mais recomendada do Paraná – segundo o Google Places, está aqui para lhe ajudar.

Francisco Rocha 198 - Batel - Curitiba - PR - CEP 80420-130
Atendimento presencial somente com hora marcada
Segunda a Sexta
09h00 às 18h00
Fale com um consultor
Conheça como nossas soluções em Marketing e Estratégia podem melhorar sua lucratividade
Todos os direitos rervados a Frederico Burlamaqui

Desenvolvido por Gaud